QuintoAndar: entenda tudo por trás de uma da startup que revolucionou o ramo imobiliário

0
54
Saiba tudo sobre o QuintoAndar

QuintoAndar é uma startup brasileira que atua no ramo imobiliário. O foco da empresa é usar a tecnologia para acabar com a burocracia no aluguel e na venda de imóveis. 

A companhia administra o pagamento de aluguel ao proprietário, dispensando o inquilino da apresentação de fiador, seguro-fiança ou depósito caução. Foi fundada em 2013 por Gabriel Braga e André Penha e já confirmou presença no hall das empresas mais admiradas do Brasil.

Patrocinado

O QuintoAndar é um modelo bem sucedido de transformação digital, abrindo caminho para outras inovações no segmento.

Os últimos anos foram bem complicados para a construção civil brasileira. 

Acrescente a este cenário a pandemia causada pelo novo coronavírus (covid-19) e a necessidade de distanciamento social, o que acelerou o processo de digitalização imobiliário.

Visionária, um passo à frente estava a QuintoAndar. 

Vamos conhecer agora tudo o que está por trás dessa startup que revolucionou o ramo imobiliário.

O que é a QuintoAndar?

quintoandar logo

A QuintoAndar nasceu em 2013 e remodelou o mercado brasileiro de aluguel de imóveis. A empresa foi a responsável por criar um modelo de análise de crédito simplificado, no qual dispensa o inquilino de burocracias como a apresentação da figura do fiador ou cheque caução. 

Já o proprietário do imóvel se beneficia com a garantia de que receberá o aluguel a cada dia 12, independentemente de eventuais atrasos por parte do inquilino neste pagamento. 

Outro diferencial é que a QuintoAndar ainda cobre até R$ 50 mil em eventuais danos ao imóvel ao fim do contrato. 

Pode parecer que a solução oferecida ao mercado pelo QuintoAndar é muito simples. E é mesmo! É justamente por este motivo que a empresa teve condições de crescer e se tornar referência nesse modelo de negócio.

Com menos de uma década de atuação, é considerada hoje a maior imobiliária digital do Brasil. 

O modelo já inspirou outros players, que se obrigaram a passar por uma transformação digital no mercado imobiliário. 

Como funciona o QuintoAndar?

O QuintoAndar funciona como um marketplace imobiliário. Toda a operação foi construída para funcionar à base da tecnologia. Isso é o que garante que a empresa possa oferecer uma experiência segura em todas as etapas. 

QuintoAndar inquilino

Todo o processo de compra e venda de imóveis é feito online, por meio do site ou aplicativo QuintoAndar. 

Isso vale para a jornada completa: desde o cadastro de um novo imóvel, até a assinatura do contrato.

Dentro da plataforma, os anúncios são visualizados com o apoio de fotos e vídeos 360°. O usuário consegue navegar livremente entre todas as informações relevantes sobre o imóvel, como preços, valor do condomínio, IPTU, taxas, entre outros.

Bom, mas é claro que nem tudo pode ser feito online. A etapa presencial fica por conta da visita ao imóvel, que recebe o acompanhamento de corretores. Contudo, o agendamento do melhor dia e horário é feito pela internet. 

Após a visita, o envio da proposta ao dono do imóvel é feito pelo aplicativo. 

Se estiver tudo certo para fechar negócio, o procedimento é feito sem a necessidade de ida ao cartório. O QuintoAndar utiliza o contrato eletrônico com assinatura online, o que permite a conexão entre inquilinos e proprietários em qualquer lugar do mundo. 

E, se durante o processo de aluguel ou venda surgir qualquer dúvida, a empresa dispõe de atendimento em canais como WhatsApp, e-mail ou telefone. 

QuintoAndar é confiável?

Muita gente ainda pode pensar que “acabar com a burocracia” pode colocar em risco a confiabilidade do QuintoAndar. 

Afinal, a exigência de fiadores ou cheque-caução foram mecanismos que funcionaram como padrão de segurança nas últimas décadas. 

Mas, hoje em dia, a tecnologia deu margem para que a análise de crédito seja feita de forma segura.

Leia também: marketing de conteúdo para imobiliárias

QuintoAndar proprietários

Dentro da plataforma do QuintoAndar, todas as informações fornecidas pelo usuário são cruzadas e analisadas com a ajuda de algoritmos e estatísticas elaboradas pela empresa, diminuindo a chance de inadimplência. 

Outra forma de garantir a confiança é oferecendo ao proprietário a garantia de pagamento no aluguel. 

Como o QuintoAndar ganha dinheiro

A fonte de receita do QuintoAndar é, basicamente, a mesma das imobiliárias tradicionais: a empresa fica com o valor do primeiro mês de aluguel e, após, cobra uma taxa de administração que pode ser de 6,9% a 10%, de acordo com a região e o tipo de anúncio.

A empresa também recebe capital via rodadas de investimento. A última foi anunciada em 2019, na qual investidores internacionais injetaram US$ 250 milhões. 

Com isso, o QuintoAndar passou a ser o oitavo unicórnio brasileiro. Esse é o termo usado pelas empresas que valem mais de R$ 1 bilhão. 

Para se ter uma ideia de quem são as outras empresas brasileiras com valor de mercado similar são: 99 Táxi (primeira a alcançar essa marca em 2018), Ebanx, Gympass, iFood, Loggi, NuBank, Loft (também atuante no mercado imobiliário), Vtex e WildLife. 

Cidades que o QuintoAndar atua

QuintoAndar atuação

O QuintoAndar atua hoje em 29 cidades no mercado de locação de casas e apartamentos: Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Curitiba-PR, Florianópolis-SC, Goiânia-GO, Porto Alegre-RS são algumas delas. 

Nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, o QuintoAndar também faz a compra e venda de imóveis, oferecendo as mesmas vantagens de uma negociação rápida e sem burocracias, assim como nas transações de aluguel.

Quinto Andar: como surgiu?

Assim como em quase todos os outros cases de transformação digital, o QuintoAndar nasceu de experiências pessoais.  

Nesse caso específico, a ideia surgiu depois que seus dois fundadores, Gabriel Braga e André Penha passaram por situações desgastantes na venda e locação de imóveis. 

Aliás, quem nunca teve uma experiência frustrante para contar nesse sentido? 

Gabriel sofreu para alugar um apartamento em São Paulo, porque ele não tinha um fiador residente na cidade.

André enfrentou morosidade na hora de colocar seu apartamento, em Campinas-SP, para alugar e só teve sucesso depois que desistiu de fazer a transação por intermédio de uma imobiliária e tomou a frente do processo.

Ambas as experiências se cruzaram quando os dois estudavam na Universidade Stanford, na Califórnia, berço de empresas inovadoras como Google, Facebook e Instagram.

Patrocinado

A ideia do QuintoAndar surgiu em formato de projetos acadêmicos, que criavam soluções para melhorar o setor imobiliário brasileiro. Logo, eles despertaram o interesse de amigos, investidores e especialistas do setor.

A empresa começou na cidade de Campinas e rapidamente chegou a São Paulo. 

  • Conheça o segredo das fintechs e saiba porque essas empresas financeiras crescem mais a cada dia. 

Os fundadores QuintoAndar

Gabriel Braga, atual CEO e André Penha, atual CTO são os fundadores do QuintoAndar. 

Os dois amigos voltaram ao Brasil, em 2013, com o objetivo de empreender. O foco era criar uma startup com chance de crescimento exponencial. 

O mercado imobiliário foi a grande aposta com a criação do QuintoAndar, mas embora tivesse muito potencial, a empresa não atendeu às expectativas inicialmente.

Um dos motivos foi a dificuldade em conseguir investimento. O que mais pesou, no entanto, foi a dificuldade em implementar o produto da forma como os empreendedores haviam pensado.

O grande trunfo da empresa foi colocar a experiência do cliente no centro do negócio. Havia um enorme descontentamento com a exigência do fiador nas transações de aluguel, contudo, na época em que o QuintoAndar foi fundado não existia um modelo confiável que pudesse ocasionar uma substituição.  

A solução da Quinto Andar foi apostar em um processo 100% online de análise inteligente de crédito, eliminando burocracias. 

Depois disso, a empresa passou a se aproveitar de um efeito de rede de confiança: quanto mais pessoas alugavam pela plataforma, mais pessoas eram atraídas para ela.

A digitalização do ramo imobiliário

O mercado imobiliário é um dos que mais sentem os impactos quando algo na economia não vai bem. Em um ambiente de incerteza, o segmento é um dos primeiros a ter retração no volume de negócios e um dos últimos a dar sinais de recuperação. 

Em 2020, o mundo foi surpreendido por uma pandemia sem precedentes para essa geração. Ninguém no planeta teria como prever o tamanho do estrago que seria feito em tão pouco tempo.

A necessidade do distanciamento social colocou em xeque o modelo de negócios de empresas de diversos segmentos. 

Os impactos gerados no mercado imobiliário foram imediatos com a retração do número de negócios de compra e venda. 

Tendências do mercado imobiliário

Diante da necessidade de distanciamento social, incorporadoras, imobiliárias e corretores de imóveis passaram a buscar formas de continuar desempenhando um bom trabalho no ambiente online.  

E isso destacou, de vez, os produtos digitais. Nunca antes fez tanto sentido apostar em ferramentas para tour virtual, vistoria online e até realidade virtual. 

Todos esses recursos vieram para ficar e tendem a permanecer pós-pandemia, conforme acreditam especialistas no setor. 

Patrocinado

Além disso, se tornaram indispensáveis nos dias de hoje ferramentas e softwares para agilizar: 

  • Canais de atendimento online;
  • Gestão financeira imobiliária;
  • Assinatura eletrônica de contratos;
  • Análise financeira desburocratizada;
  • Ações de marketing digital;
  • Qualificação de vendas.

Sem a hiper digitalização, o estrago no setor imobiliário seria ainda maior. 

Vendas digitais para imobiliárias 

A transformação digital, assim como vimos no caso do QuintoAndar, representa a construção de uma nova mentalidade expandida a todas as esferas da sociedade. 

Ela causa impactos diretos no modo como nos relacionamos, muda a forma como trabalhamos e amplia nosso poder enquanto clientes. 

Portanto, “se transformar digitalmente” não é apenas adotar ferramentas digitais. A transformação digital aborda aspectos mais amplos como: 

  • A melhora da experiência do cliente;
  • Novas formas de comercializar produtos e prestar serviços;
  • Otimização de processos e gestão de pessoas;
  • Tomada de decisões mais estratégicas.

Sim, é verdade que a pandemia acelerou o processo de transformação do mindset digital. Contudo, a sociedade está se transformando há muito tempo. 

A era dos smartphones e a grande disponibilidade de informações encontradas na internet remodelaram a relação entre clientes e empresas na última década. 

Os dispositivos móveis e a disseminação da conexão com a internet tornaram as relações interpessoais mais dinâmicas e rápidas. Ser eficiente e ágil passou a ser questão de vida ou morte corporativa. 

Patrocinado

Há muitos anos que comprar e vender imóveis não se faz mais da forma tradicional, com a ajuda da página nos antigos classificados no jornal. 

Graças à internet, hoje é possível que uma imobiliária, mesmo que com atuação local, feche negócio com um cliente que esteja em qualquer lugar do mundo!

O QuintoAndar apenas deu o start nesse modelo. 

A jornada do marketing digital de uma imobiliária 

Basicamente, o modelo de imobiliárias digital tem estruturado o seu marketing da seguinte forma: 

Para clientes:

  • Site com fácil navegação: permitindo que o cliente encontre facilmente o tipo de imóvel que deseja; 
  • Fotos dos imóveis: de alta qualidade, tiradas dos melhores ângulos, com tour 360 graus; 
  • Informações completas sobre localização: de preferência conectadas à ferramentas como Google Maps para que seja possível o reconhecimento da vizinhança; 
  • Agendamento de visita online: dispensando do deslocamento do cliente até a imobiliária para retirar a chave; 
  • Processo de locação 100% online: desde a apresentação da proposta até o fechamento do contrato;
  • Assinatura digital: eliminando a necessidade de deslocamento até um cartório para fazer o reconhecimento das assinaturas. 

Para o proprietário do imóvel:

  • Para o locador, além de todas essas facilidades, as imobiliárias digitais ainda oferecem a garantia de recebimento do aluguel.

Confira aqui o o artigo completo sobre a jornada do marketing digital de uma imobiliária 

Conclusão

A QuintoAndar é a prova de que os projetos digitais no ramo imobiliário já começaram há muitos anos. 

Sim, é verdade que a pandemia acelerou o processo de transformação do mindset digital. Mas, é preciso saber que ela representa a construção de uma nova mentalidade expandida a todas as esferas da sociedade. 

E isso causa impactos diretos no modo como nos relacionamos, muda a forma como trabalhamos e amplia nosso poder enquanto clientes. 

A era dos smartphones e a grande disponibilidade de informações encontradas na internet remodelaram a relação entre clientes e empresas na última década. Ser eficiente e ágil passou a ser questão de vida ou morte corporativa. 

Foi nessa onda que a QuintoAndar surfou ao remodelar as interações no segmento imobiliário. 

O projeto tem dado certo! Como você faz hoje para encontrar um imóvel para alugar? Com certeza, utiliza a internet para isso! 

E que tal se todos os processos de compra a venda pudessem ser facilitados e realizados de qualquer dispositivo conectado? 

A ideia é tão boa que hoje já é impossível pensar em mercado imobiliário sem falar no QuintoAndar. 

E aí na sua empresa, como anda a transformação digital?

  • Você tem uma imobiliária? Que tal melhorar o atendimento do seu cliente com um CRM imobiliário?