Ramper: ferramenta para prospecção de clientes mais ágil e inteligente

0
46
Saiba tudo sobre o Ramper

Para vender bem, uma empresa deve ter, além de bons produtos e serviços, estratégias inteligentes para atrair e fidelizar clientes. Por isso, a contratação de uma plataforma de prospecção digital como o Ramper pode ser um bom investimento para alavancar os negócios. 

Segundo um levantamento recente feito pela Ramper, duas em cada três empresas que adotaram ferramentas digitais para prospectar clientes relataram aumento do faturamento após um ano de operação desses sistemas.

A Ramper é uma das 7 vencedoras do B2B Awards 2019, na categoria outbound marketing, levantamento realizado pelo portal B2B Stack que premiou os softwares mais bem avaliados no Brasil. A startup também integra a lista “100 Startups To Watch” da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Quer conhecer melhor o Ramper e entender como uma plataforma de prospecção digital pode ajudar a sua empresa? Explicamos tudo neste artigo.

Ramper: software de prospecção de leads

Dashboard principal do Ramper
Tela principal (dashboard) do Ramper

O Ramper é um software que automatiza todas as etapas do processo de prospecção (ou pré-vendas), ajudando empresas B2B na geração de leads (potenciais consumidores que demonstram interesse em consumir um produto ou serviço) mais qualificados.

A automatização da plataforma inclui etapas como a captura de contatos nas redes sociais com o propósito de criar listas, além de abordagens e follow-ups, até a inclusão do lead no CRM de vendas.

A startup nasceu em 2016, quando o CEO e fundador Ricardo Corrêa decidiu deixar o universo das agências para investir em uma startup de marketing digital. Com base em sua experiência como head de marketing, Ricardo sabia que as companhias B2B têm que prospectar novos negócios com regularidade para conseguir atingir suas suas metas e que o processo não-automatizado de prospecção consome, em média, mais de 50% do tempo dos profissionais de venda.

O Ramper então foi projetado justamente para transformar esse modelo convencional de vendas das empresas B2B, não só gerando leads qualificados como otimizando o tempo dos vendedores para que eles foquem no principal: bater metas.

A startup oferece serviços de automatização de processos de outbound marketing para agências, em um programa de parceria que também conecta prestadores de serviços especializados na plataforma (agências de marketing e consultorias de vendas) com clientes que precisam de ajuda.

Como funciona o Ramper?

Tela de criação de cadência no Ramper
No Ramper, é possível criar cadências de prospecção, reengajamento de leads e nutrição

Você já sabe que o Ramper é uma plataforma que ajuda a sua empresa a prospectar clientes de forma mais ágil e inteligente.

Agora, veja quais são as funcionalidades do software:

  • Construção de listas: é possível definir o perfil de cliente ideal para a empresa e criar listas segmentadas de e-mails corporativos com base em redes sociais e sites de empresas;
  • Automatização de abordagens: escala a prospecção de forma personalizada, utilizando sequências enviadas a partir da caixa de e-mail;
  • Otimização de prospecção: como todo o processo acontece em ambiente digital, o usuário consegue acompanhar métricas para, desta forma, otimizar a prospecção.

Metodologia

O Ramper foi desenvolvido com base na metodologia do Receita Previsível (Predictable Revenue, de Aaron Ross), direcionada a empresas que visam escalar suas vendas, estabelecer um fluxo de leads e definir as funções certas para os profissionais de venda.

A startup é considerada autoridade no conceito no Brasil e tem como advisor o próprio Aaron Ross, um dos maiores especialistas em vendas B2B do mundo.

Ramp Up Tour

A Ramper é a responsável também pelo Ramp Up Tour, um dos maiores eventos voltado para o mercado B2B no Brasil.

De forma itinerante, o Ramp Tour leva grandes nomes do mercado para apresentar palestras sobre variados temas relacionados ao universo dos negócios B2B. 

Direcionado para empreendedores, profissionais de marketing e vendas, agências e até estudantes, o evento tem como objetivo disseminar conhecimento e proporcionar um ambiente de troca de informações para que os profissionais possam aperfeiçoar seus processos no dia a dia e atingir suas metas. A ideia é oferecer, por meio das palestras, informações que sejam 100% aplicáveis em uma operação.

Prospecção digital (ou outbound marketing)

Como já explicamos neste artigo, o Ramper é uma plataforma de prospecção digital de clientes. Agora, vamos conceituar de forma mais específica esse termo.

Também conhecida no mercado como outbound marketing, a prospecção consiste em um processo de abordagem para clientes e consumidores que correspondem ao perfil de público que a empresa deseja atingir.

Em relação ao inbound marketing, outra estratégia de abordagem adotada por empresas para impulsionar vendas, o outbound se diferencia por adotar uma abordagem ativa, enquanto o inbound consiste em uma prospecção “passiva”.

Em linhas gerais, o inbound é útil para elaborar estratégias para atrair potenciais clientes. Por outro lado, o outbound é mais eficaz na identificação ativa desses potenciais clientes.

Segundo levantamento realizado pela Ramper, 75% das empresas que adotaram ferramentas de outbound marketing tiveram crescimento expressivo no número de vendas e economizaram mais de 30% do tempo gasto com atividades operacionais.

Apesar dos bons resultados, somente 15% das companhias pesquisadas já adotam ferramentas de prospecção. Ou seja, ainda há uma boa fatia de mercado a ser conquistada pelos desenvolvedores de plataformas digitais.

Por que adotar o Ramper?

Será que vale investir no Ramper ou em outra plataforma de prospecção digital?

Mesmo que a empresa já utilize uma plataforma de inbound, como a RD Station Marketing, vale adotar também o outbound, já que muitas técnicas da primeira só começam a gerar resultados efetivos no médio prazo.

Se o objetivo é um resultado mais rápido, o outbound cumpre bem a missão, já que consegue atingir seu público logo que empresa inicia o trabalho de prospecção. Na maioria das vezes, o outbound gera clientes para a empresa em poucas semanas, dependendo do ciclo de vendas.

Sendo assim, por mais que o investimento na plataforma seja, na maioria das vezes, mais alto do que o empregado em uma ferramenta de inbound, o retorno se dá de forma mais rápida e a empresa consegue, em um tempo reduzido, uma variedade de dados quantitativos e qualitativos que facilitam a tomada de decisões.

Outra vantagem é a geração de leads qualificados. Afinal, o contato com esse público ajuda o vendedor a ter o retorno que a empresa precisa para validar se a estratégia de comunicação está correta ou não. Além disso, a personalização do contato gera uma abordagem mais assertiva.

Em um cenário de vendas mais complexo, por exemplo, o outbound pode ser de grande ajuda, uma vez que o consumidor está mais propenso a comprar se o processo de abordagem for realizado de forma consultiva por um especialista de mercado.