MadeiraMadeira se torna o mais novo unicórnio após aporte

0
314
MadeiraMadeira se torna unicórnio

Os primeiros dias de 2021 vieram acompanhados de uma grande notícia para o mercado de startups. Isso se deve ao recente anúncio do investimento de US $190 milhões (R$1 bilhão) na empresa curitibana MadeiraMadeira, negócio especializado na venda online de materiais de construção e móveis.

Esse aporte elevou a startup para um posto exclusivo no mercado mundial e hoje já é considerada um unicórnio (empresas que atingem um valor de mercado de US$1 bilhão). 

Patrocinado

Neste artigo, vamos entender um pouco mais dos detalhes desta transação, além da jornada que trouxe a MadeiraMadeira para esse lugar mítico no mercado.

Quem são os fundos por trás do aporte?

softbank lidera rodada para a madeiramadeira

A rodada de US $190 milhões foi co-liderada pela SoftBank, uma multinacional japonesa que atua nos ramos de telecomunicações e internet, com fundação em 1981, em Tóquio. 

Quando se fala em investimentos em tecnologia, a empresa se apresenta como um dos grandes players da atualidade, ostentando um portfólio de mais de 100 empresas, que incluem nomes como Uber, Slack, Alibaba e Boston Dynamics. 

Para o investimento da MadeiraMadeira, a empresa japonesa foi acompanhada pela gestora de recursos Dynamo, e os fundos VELT Partners, Brasil Capital e Lakewood Capital. 

Em nota oficial, Daniel Scandian, cofundador e CEO da empresa, afirmou que a injeção de recursos será destinada para investimentos em tecnologia, logística de ponta e expansão das físicas.

Unicórnio: status que já era previsto

Apesar de ser uma grande notícia, a mudança de status da MadeiraMadeira para Unicórnio não foi novidade. Recentemente, em setembro de 2019, a empresa já havia recebido um investimento da Softbank no valor de US$110 milhões. 

Com isso, seu valor de funding chegou a US$148,8 milhões, apenas US$50 milhões abaixo do tão sonhado valor de US$200 milhões (R$1 bilhão).

Em novembro de 2020, a Bloomberg já havia noticiado algumas tratativas que indicavam um novo aporte em pouco tempo, o que já deixou o mercado na expectativa de um investimento neste começo de ano.

IPO

Patrocinado

Na mesma nota oficial, Daniel Scadian trouxe uma declaração muito sugestiva sobre o futuro da MadeiraMadeira:

“Esta rodada simboliza um marco importante para a MadeiraMadeira, pois estamos trazendo também novos investidores com grande experiência no mercado de capitais e com histórico de investimento em algumas das mais bem sucedidas empresas listadas na América Latina. 

“Esses novos investidores, junto com os atuais, serão a combinação certa para nos apoiar no nosso plano de expansão e a criar “best-in-class” práticas de governança. Nós estamos muito entusiasmados com a oportunidade de tê-los nos apoiando nessa jornada”.

Em resumo, tudo indica que a empresa deve adotar um IPO (Initial Public Offering ou Oferta Pública Inicial) em breve. Ou seja, abrir o capital para ter os papéis negociados na Bolsa de Valores, uma etapa comum em empresas mais maduras no mercado. 

Patrocinado

Se isso de fato se confirmar, será mais um passo na consolidação da varejista no mercado nacional, e internacional.

O crescimento exponencial da MadeiraMadeira

Fundada em 2009 anos, a startup que recentemente se consolidou como o 16º Unicórnio Brasileiro, já havia tido um ano de 2020 surpreendente, com um crescimento de 120%. Principalmente favorecido pelo crescimento do e-commerce em meio a pandemia, a MadeiraMadeira registrou seus melhores números até então.

Patrocinado

Surgindo como resultado de um fracasso em um antigo negócio de pisos, que faliu com a crise de 2008, a startup fundada por dois irmãos, Daniel e  Marcelo Scandian, além do sócio Robson Privado conseguiu se reinventar e trazer um crescimento médio anual de 80%, de 2010 até 2019.

Foi então, no ano de 2019 que a empresa recebeu um investimento de R$450 milhões do fundo Latin America Fund.A partir deste momento, o que era um negócio de comércio eletrônico promissor, virou um dos maiores players do mercado nacional, atraindo cada vez mais atenção internacional.

Conclusão

MadeiraMadeira é mais um dos grandes cases de sucesso, quando se fala em empresas que usaram da pandemia do COVID-19 a seu favor.  Com um mercado de e-commerce em alta, especialmente pela falta de opções de compras presenciais, a startup focou em trazer um bom serviço para seus clientes.

O resultado, como mencionamos, foram essas estratégias bem sucedidas que levaram um projeto, que surgiu como resultado de um fracasso, para o posto de 16º Unicórnio Brasileiro. Para o futuro da empresa, tudo indica um crescimento constante que não deve parar tão cedo.