5 Pontos para Considerar na Escolha de ERP

0
162

A implementação de um ERP (Enterprise Resource Planning) demanda a adaptação de diversas rotinas já existentes no seu negócio. Por isso, a escolha de ERP deve ser adequada, para que a integração da ferramenta seja positiva e gere benefícios.

Diante de tantas opções, muitos gestores se veem perdidos na hora de fazer a escolha de ERP correta. Mas não é preciso se desesperar! Sabendo avaliar os pontos certos, fica mais fácil encontrar a ferramenta adequada para o seu negócio. Saiba mais!

O que é um ERP?

ERP, do inglês, significa Enterprise Resource Planning ou Planejamento de Recursos do Empreendimento. Na tradução literal, fica difícil compreender o conceito. Porém, ERP nada mais é do que um software de gestão de empresa.

Por meio de um ERP é possível automatizar rotinas, integrar equipes, monitorar a produtividade e até mensurar os resultados.

Esse tipo de software conta com funcionalidades que vão desde o financeiro até a gestão operacional, facilitando o funcionamento e o dia a dia de diferentes tipos de negócios.

O que considerar na escolha de ERP?

A escolha de ERP é uma decisão importante, já que ela influencia toda a operação de um negócio. A escolha da ferramenta certa, como explicamos, pode significar o melhor aproveitamento das suas funcionalidades e, consequentemente, a experiência de resultados positivos e reais.

Confira algumas das principais funcionalidades que você deve avaliar antes de adquirir o seu.

1.Integração com o time de TI

Algumas ferramentas requerem mais ações para a sua integração, outras menos. E isso, naturalmente, impacta diretamente no dia a dia do seu time de TI.

Durante a escolha de ERP é necessário checar quais são as integrações que serão necessárias, bem como, quais os tipos de restrições. A necessidade de monitoramento, treinamentos e até a contratação de mais colaboradores para o time deve ser levada em consideração.

2. Porte da empresa e capacidade da ferramenta

Quanto mais complexa a estrutura interna de uma empresa, maiores são os entraves na comunicação e integração entre as áreas. Na escolha de ERP, um dos principais cuidados diz respeito ao escopo. É preciso avaliar se a ferramenta atende as necessidades dos diferentes setores e, ao mesmo tempo, facilita o engajamento entre eles. Também é preciso checar se a ferramenta tem capacidade para fornecer o acesso a todos os usuários. E, claro, quais os tipos de acesso que são oferecidos, visando a segurança de dados.

3. Facilidade na migração de dados

Muitas empresas já contam com softwares e sistemas internos. Por isso, na escolha de ERP, sempre é interessante analisar qual é a forma de migração de dados e se não será necessário interromper a operação para que ela ocorra.

A migração de dados também deve ser analisada considerando as atualizações. No caso do ERP se modernizar, é necessário promover a migração de dados? Isso é de fácil execução no sistema? Vale a pena considerar.

4. Usabilidade

Usabilidade nada mais é do que a capacidade que uma ferramenta tem de ser compreendida pelo seu usuário. Na prática, isso pode ser traduzido de várias formas. Quando um ERP é fácil de operar, possibilita a memorização de comandos sem que seja necessário pedir auxílio e conta com uma interface agradável, por exemplo, ele pode ser considerado com uma boa usabilidade.

Outra característica de ferramentas com boa usabilidade é a segurança. Assim, se o ERP previne falhas no sistema e garante a segurança no seu uso, ele também pode ser considerado com uma boa usabilidade.

Na escolha de ERP vale a pena analisar essas características na ferramenta. Além de claro, testá-la se for possível.

[Quer melhorar a gestão financeira do seu negócio através de um ERP? Confira as principais ferramentas do mercado!]

5. Investimento

A escolha de ERP é um investimento. Porém, obviamente, é necessário avaliar o orçamento e quanto a empresa está disposta a gastar.

O preço em si, não diz muito sobre a aquisição. Além do valor, também é importante checar o retorno de investimento (ROI) para ver se ferramenta de fato vale a pena.

Muitas vezes, um ERP pode parecer muito caro para o budget da sua empresa. No entanto, se o retorno do investimento é rápido, vale a pena considerar a aquisição, mesmo mediante o empréstimo de recursos.

A escolha de ERP adequado ao seu negócio evita desgastes e permite que os resultados sejam experimentados mais rapidamente. Antes de escolher o seu, também vale a pena conferir a opinião de quem já usou e aprovou ou não a ferramenta.

Pensando em adquirir um ERP para o seu negócio? Confira o que outros usuários já falaram a respeito. Clique aqui e saiba mais!