EdTech: Saiba tudo sobre as plataformas de ensino tecnológicas

0
309
Edtech

Um dos maiores desafios que precisam ser resolvidos no Brasil com certeza é o da educação, e as edtechs, plataformas educacionais, chegaram ao mercado para auxiliar na manutenção do ensino.

O ensino no Brasil é caracterizado pela diferença entre as instituições particulares e públicas.

Patrocinado

Nas instituições particulares, o nível de aprendizado é relativamente maior que nas instituições públicas, principalmente no que diz respeito ao ensino básico e médio.

Isso pode se dar por diversos fatores: instituições públicas geralmente têm salas de aulas lotadas, o que dificulta o controle do conhecimento dos alunos, além de terem o maior número de evasão escolar.

Com isso, podemos ver que continuar fazendo mais do mesmo não resolve o problema da educação nacional, e que o investimento em tecnologia pode ser a fonte de melhoria que o setor educacional precisa.

As edtechs são ferramentas importantes para renovar a educação brasileira de acordo com as competências exigidas pelo mercado profissional atual.

Hoje, vamos conhecer um pouco mais sobre as edtechs brasileiras e seu futuro promissor, como podem ajudar em tempos de pandemia, os destaques de edtechs em 2020, e te daremos algumas dicas de edtechs brasileiras para auxiliar na escolha da melhor plataforma.

EdTech: o que é?

As edtechs são startups que oferecem soluções tecnológicas para a área da educação.

A palavra edtech se origina do prefixo ed, de educação, e do sufixo tech, de tecnologia.

Segundo o Mapeamento EdTech 2020 realizado pela Abstartups, existem 449 edtechs ativas no Brasil, sendo que este mercado está em constante crescimento, portanto, atualmente podem estar em um número muito maior.

Entre as soluções oferecidas pelas edtechs, estão aplicativos educativos e plataformas online com funcionalidades que aumentam o engajamento e interação dos alunos e professores, como jogos, gamificações e quizzes, transformando e digitalizando os métodos de ensino.

Diz-se que as edtechs são o futuro da educação pois proporcionam conteúdos para ensino básico, médio, técnico profissionalizante, superior, educação de jovens e adultos (EJA), conteúdos para vestibulares e concursos, incluindo também materiais para professores e outros profissionais da área da educação.

Essas plataformas trazem inúmeros benefícios. Podemos citar, por exemplo, a flexibilização de horário que não existe nas aulas presenciais, que é um dos fatores que levam muitas pessoas a abrirem mão dos estudos.

Outra causa de evasão escolar principalmente no ensino básico e que pode ser resolvida com as edtechs, é a falta de transporte escolar ou a dificuldade que os responsáveis pela criança podem vir a ter para levá-las até a escola. Através da tecnologia, as crianças podem ter um ensino a distância de qualidade.

No ensino médio é que a educação sofre com mais evasões. Seja por falta de interesse nas aulas por parte dos alunos, o que pode ser resolvido com conteúdos dinâmicos e práticos disponibilizados nas plataformas, ou seja por necessidade de ajudar os responsáveis em tarefas domésticas ou trabalhos externos, onde entra novamente a questão da flexibilidade de horários oferecida pelas edtechs.

Outro benefício das edtechs é transformar a educação em um direito igual para todos, pois não há distinção entre o ensino das escolas particulares e públicas. O conteúdo é padronizado para todos que acessarem.

EdTechs destaques em 2020

Uma matéria da Revista Forbes de 2020 relatou um estudo inédito listando as 100 edtechs mais inovadoras da américa latina, separadas por categorias.

O Brasil teve grande destaque neste estudo, pois das 100 startups listadas, 30 são edtechs brasileiras.

Vamos conferir alguns destaques desta lista:

  • TutorMundi;
  • Passei Direto;
  • Profes;
  • Descomplica;
  • KUAU;
  • Eduk;
  • Portal Educação;
  • Veduca;
  • EduSynch;
  • Eduqo;
  • Árvore Educação;
  • MeSalva!;
  • Provi;
  • MindLab;
  • Geekie;

E aí, já conhecia alguma dessas plataformas de educação? Continue lendo este conteúdo, pois mais para frente, iremos detalhar as funcionalidades de algumas edtechs.

O futuro do ensino e os impactos da pandemia

Mesmo antes da pandemia de COVID-19, a educação no Brasil já passava por crises que colocavam em risco o futuro de crianças, jovens e adultos.

Com a chegada da pandemia, os problemas estruturais da educação no país ficaram escancarados: pôde-se ver que grande parte dos alunos da rede estadual e municipal não possuem nem acesso à internet para conseguir assistir as aulas online.

Patrocinado

Além disso, a infraestrutura das escolas não permite nem ao menos que uma porcentagem de alunos frequentem as salas de aula, pois mal consegue fornecer água, sabão e álcool gel para funcionários e alunos.

Então como esse problema pode ser resolvido? Em casa, os alunos não conseguem o acesso básico ao conteúdo das aulas. Na escola, o risco de contaminação por COVID-19 é grande tanto para alunos quanto para funcionários.

Pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) realizaram uma pesquisa com educadores e educadoras da Rede Estadual de Educação de São Paulo, com o objetivo de estruturar, planejar e criar ações de políticas públicas de educação pós pandemia.

Como conclusão aos resultados obtidos, os pesquisadores veem que o modelo de educação precisa ser urgentemente reconstruído a partir das experiências vividas durante a pandemia, inclusive adotando o ensino híbrido (presencial e remoto), melhorando cada vez mais as tecnologias disponíveis no mercado para que todos os alunos consigam aprender mais e melhor.

Leia também: A importância da transformação digital para o setor de RH

EdTechs para ficar de olho

  • Descomplica

logo descomplica

A Descomplica é uma plataforma de ensino digital que se iniciou em 2011 como uma startup para auxiliar alunos em provas do Enem e vestibulares.

Hoje trabalha com 5 categorias na área da educação: Escolas, Vestibulares, Universidades, Concursos e Pós-Graduação.

Em seus valores, está a vontade de fazer com que todos aprendam. Por isso, uniram tecnologias para desktops e celulares, com vídeos, exercícios, teoria e prática, de forma que se possa acessar online e off-line.

Entre as soluções disponibilizadas pela plataforma edtech Descomplica, estão os conteúdos para:

  • Pré-vestibulares;
  • Ensino Médio;
  • BNCC (Base Nacional Comum Curricular);
  • Preparatório ENCEJA;
  • Preparatório para Concursos;
  • Reforços para Medicina, Engenharia e Direito;
  • Pós-Graduação em Direito, Marketing, Tecnologia, Educação, Engenharia e Saúde;
  • Cursos livres;
Que contam com:
  • Aulas ao vivo;
  • Monitorias;
  • Aulas gravadas;
  • Material de apoio;
  • Plano de estudos;
  • Exercícios;
  • Aulas de aprofundamento;
  • Redação;
  • Atualidades;
  • Exatas Básica;
  • Correção de redação;

E muitos outros conteúdos.

  • Alura

alura

Patrocinado

Alura é uma plataforma brasileira de cursos de tecnologia.

Possuem 1265 cursos em sua base com certificados, sendo que a cada semana ocorrem novas atualizações e lançamentos.

A partir do momento da assinatura, você tem 12 meses para acessar os conteúdos contratados e outros disponibilizados pela plataforma.

Os cursos oferecidos pela edtech Alura são sequenciais e organizados por formação:

  • Mobile;
  • Programação;
  • Front-End;
  • Devops;
  • UX & Design;
  • Data Science;
  • Marketing Digital;
  • Inovação e Gestão;

Os planos são a partir de 12x de R $75,00 para pessoa física, e para os planos empresariais necessita-se de contato com a empresa para solicitar orçamento.

  • Brain Academy

logo brain academy

Patrocinado

A Brain Academy é uma edtech que oferece cursos com métodos de ensino diferenciados.

As soluções da Brain Academy focam no desenvolvimento de competências sócio emocionais e funções executivas, ou seja, unem mente, cérebro e emoções para promover autocontrole e tirar o melhor aproveitamento do potencial cognitivo do aluno.

Os cursos oferecidos são:

  • Smart Kids 1: para crianças de 4 a 6 anos de idade desenvolverem habilidades de autoconsciência, aprendendo como o cérebro funciona e entendendo suas próprias emoções e emoções dos outros;
  • Smart Kids 2: para crianças de 7 a 10 anos de idade desenvolverem habilidades de autorregulação e autopercepção;
  • Universo Teen: para jovens de 11 a 14 anos de idade aprenderem a lidar com o crescimento, maturidade e pressões impostas pela sociedade.

Além destes cursos, também possuem Academia de Educadores, ajudando-os a lidar com a saúde mental, e Academia de Pais, para ajudarem seus filhos a gerenciar seu emocional.

Conclusão

O mundo pós pandemia necessita de novas soluções tecnológicas que atendam todos os setores.

Vimos neste período que quem não se adequou a nova realidade foi totalmente prejudicado, e ainda há discussões na área da ciência de que podem vir a acontecer outras pandemias, e neste momento, devemos aprender com os erros para que nos tornemos mais fortes.

A manutenção da educação do Brasil é uma realidade que precisa ser trabalhada de forma incansável, com pesquisas e desenvolvimento de novas tecnologias.

As edtechs já são opções reais para uma educação de qualidade, que podem e devem ser unificadas com outros métodos de ensino.

Quanto mais a tecnologia entrar em nossas vidas, menos seremos impactados de forma negativa com obstáculos que podem surgir em nossos caminhos.

Aproveite para dar uma conferida na categoria de cursos e treinamentos no Portal B2B Stack!